Nosso encontro com Alexandra Loras, consulesa da França no Brasil

Sempre quando lemos a bíblia e nos deparamos com as empolgantes histórias dos personagens e heróis da fé, geralmente ficamos felizes pelas suas vitórias e também por não terem desistido nos momentos de adversidade. Porém, quando se trata de nossa história, que também está sendo escrita, e em alguns momentos há uma tendência de desanimarmos diante das dificuldades impostas pela vida.

Uma das histórias que Deus tem escrito é a de nosso orfanato na Bolívia, o Hogar Redención, onde o objetivo é acolher crianças que – pasmem – moram com o pai ou mãe no presídio. Bolívia é o único país do mundo, até onde sabemos, que permite crianças viverem presas (literalmente) com os pais. Nós começamos um orfanato para retirar crianças dos presídios para que tenham uma vida digna fora das grades, tenha a oportunidade de ouvir sobre Jesus e aguarde seu pai ou mãe sair do presídio e poder tê-lo novamente. Hoje mais de 3 mil crianças vivem nos presídios com os pais.

Ricco, Alexandra Loras e Farney

Recentemente, fomos convidados para falar sobre este projeto com a consulesa da França no Brasil, Alexandra Loras. Compartilhamos toda a jornada da EM e os motivadores que nos levaram a sermos caneta para que Deus escrevesse está linda história.

Sentado em uma bela sala de estar, à beira da piscina, ao lado do Ricco (fundador da EM) e Alexandra. Muitos sentimentos e pensamentos passaram em minha mente mas, o que ecoou com intensidade dentro do meu ser, foi constatar que sempre que iniciamos uma jornada, muitas vezes solitária (como foi o caso de Ricco e sua família), não temos a menor ideia da história que Deus escreverá (Isaias 55:9) e aonde ele nos levará. A Alexandra nos recebeu muito bem, ouviu com atenção a história de cada criança do orfanato, chorou algumas vezes. Ela se dispôs a ajudar e agora estamos trabalhando nisto.

O aprendizado que levo desta profunda experiência é que sempre devemos estar dispostos a abraçar o desconhecido, oferecido por Deus, sem medo e sem reservas. Sabendo que Ele nos conduzirá em triunfo para glória de seu nome. Amém!

Veja mais aqui sobre o orfanato aqui, e neste link uma lista de matérias, vídeos e reportagens com bastante informação sobre este problema das crianças nos presídios bolivianos.

Farney Franco
Presidente da Expedição Mochila

Treinamento de Futebol para Evangelismo em Humaitá – AM

Por mais que conversemos e até nos seja enviado algumas informações sobre a equipe e igreja, sempre paira o fantasma da dúvida sobre como será o treinamento e a incerteza se as pessoas esperam mesmo receber o que iremos ministrar.

Bem, com a igreja Internacional Betel, do Vandilson e do Apóstolo Hélio, não poderia ser diferente, o detalhe adicional que me deixou ainda mais curioso foi o fato desta igreja ficar no estado do Amazonas (2 horas de diferença do fuso de São Paulo, devido o horário de verão).

Chegamos no aeroporto de Porto Velho (Rondônia) que eh mais próximo, cerca de 2 horas, da cidade de Humaitá (50 mil habitantes) estado do Amazonas.
Ao chegar na cidades e, na igreja, pude assistir novamente o amor, zelo e a acolhida que é peculiar não só no nordeste do pais, mas agora percebo que também no Norte. Este fenômeno, geralmente constrange os forasteiros (pessoas que vem de São Paulo, por exemplo) e que se deparam com cidadãos que não medem esforços para demonstrar seu carinho e dedicação no servir.

Após alinharmos a agenda, ministramos a palavra nos cultos da sexta, sábado e domingo. Sendo que na manhã do sábado e domingo, compartilhamos com cerca de 40 pessoas nosso método de evangelismo e discipulado por meio da recreação e atividade esportiva, com um prático no domingo a tarde.

Nestes 3 dias, pude viver momentos de profunda reflexão sobre como Deus trabalha e prove todas as coisas, por exemplo, os líderes da igreja vieram após 5 meses de casados, isso há 26 anos atrás, para Humaitá e em meio a todas as limitações, barreiras e dificuldades por meio deles Deus fez e esta fazendo uma revolução espiritual e estrutural (construíram uma escola, igrejas…) na cidade.

A expectativa daquele grupo cristãos era receber uma técnica, um método que os ajudassem a estruturar o trabalho que já haviam indicado. O meu grande dilema após conhecê-los melhor, era que eles não precisavam de um método pois, talvez sem saber, já tinham o principal componente para a “fórmula” do evangelismo e discipulado o AMOR!

Você também pode levar este treinamento na sua igreja, saiba mais aqui.

Farney

DSC00308

DSC00193

DSC00161

DSC00143

DSC00139

DSC00115

DSC00096

DSC00094

DSC00087

DSC00085

DSC00082

DSC00058