8 dicas para quem for visitar um orfanato

orfanato bolivia

Minha pequena experiência nesses quase três anos de orfanato, cuidando das crianças, lidando com a equipe e recebendo visitas, me ensinou algumas coisas.

Você vai visitar um orfanato? Então anote estas 8 dicas:

  1. Pergunte à equipe do ela precisa, e não às crianças.

Antes de ir, pergunte do que o orfanato precisa. Brinquedos, roupas e doces normalmente são as coisas menos úteis e necessárias. Pense em coisas como alimentos base (frutas, leite, achocolatado, óleo, feijão), materiais de limpeza e higiene pessoal, material escolar, livros para colorir ou para desenhar e lápis de cor ou giz de cera, jogos educativos.

Pense também em doar dinheiro. Ao ajudar a pagar a conta de luz, água, salário da equipe, você estará fazendo um bem enorme às crianças.

  1. Não use a vida das crianças pobres para fazer seu filhos dar valor à vida de fartura.

Leve seu filho para o orfanato e deixe-o se envolver com as crianças e conhecer a realidade delas, depois converse com ele de maneira honesta sobre os problemas que todos podem enfrentar na vida.

Não vá a um orfanato somente para:

  • dizer ao seu filho que ele deve comer tudo porque tem comida boa e as crianças do orfanato não têm;
  • que seus filhos devem obedecê-lo porque têm pai e mãe em casa, e crianças de orfanato não têm;
  • que devem estudar mais porque estão em um bom colégio e as crianças do orfanato não.
  1. Esqueça seu celular e não pense nas fotos que você gostaria de postar no Facebook ou Instagram.

Muitas pessoas que vão a um orfanato simplesmente esquecem de curtir as crianças, pensam apenas nas fotos do “bem” que serão postadas e curtidas nas redes sociais.

A cada dois minutos, tiram dez fotos fazendo poses ao lado das crianças que são obrigadas a sorrir e dar beijinhos para o seu click. O melhor a fazer é deixar seu celular em casa ou na bolsa, esqueça as fotos, aproveite o tempo com as crianças, conversando, jogando bola, ajudando na lição de casa, arrumando seu armário de roupas, cortando suas unhas.

No final, talvez, você tire uma foto com a galera toda (apenas uma), para registrar que você esteve ali.

E depois disso, de preferência, não poste essa foto, apenas a guarde com você e leve os melhores momentos na mente e no coração e não no chip do celular.

  1. Não prometa o que não pode e não vai cumprir.

É comum que as pessoas pensem que a melhor maneira de expressar seu amor e carinho por uma criança é dizer-lhe que vai levá-la para casa.

Perguntar para uma criança do orfanato se ela gostaria de ir embora com você é a pior coisa que ela pode ouvir:

  • Em primeiro lugar, porque muito provavelmente você não vai cumprir, às vezes, nem pode.
  • Em segundo, porque você está dizendo a ela que o local em que ela está não é tão bom quanto se ela estivesse com você em sua casa. Em vez disso, diga coisas que valorize a criança no lugar em que ela está; por exemplo: “que bom que você mora aqui”; “que bom que tem tios que cuidam de você tão bem”; “que legal é sua casa e seu quarto”; “como é gostosa a comida aqui”.
  1. Entenda que o orfanato não é o ideal para a criança, mas o fato é que se ela não estivesse ali poderia estar em situação de risco.

Um orfanato é um lugar de resgate. E ninguém é resgatado de uma situação boa, se ela está ali é porque algo deu errado em sua vida logo no início de sua caminhada neste mundo. O orfanato não é um lugar ideal para as crianças, bom mesmo seria se ela estivesse com a própria família, seja a original, a estendida ou a que a adotou.

O orfanato é um lugar de resgate para cuidar, amar e tentar fazer de sua infância uma vida melhor. O fato é que se ela não estivesse ali, seria muito pior.

Não vá a um orfanato como quem vai a um passeio no zoológico, museu, ou parque de diversões. Para você, é uma visita ao “orfanato”; para a criança, é a casa dela.

Ore antes de ir para que Deus o use de maneira a abençoar aquelas vidas ali. Ore para Deus dar-lhe um pouco do sentimento que elas têm de viver em um orfanato.

Assim, sua relação com as crianças e a maneira de enxergá-las vai melhorar bastante.

  1. Valorize toda a equipe de trabalho de um orfanato.

Normalmente, jogamos confetes nos missionários “super-heróis” e esquecemos de reconhecer a extrema importância da equipe de cozinheiras, camareiras, limpeza e faxina, manutenção e por ai vai.

Lembre-se de que todos são importantes para a casa funcionar. Faça elogios de forma igual e justa a todos que operam a casa. Demonstre seu reconhecimento de forma igual com todos que trabalham ali. Inclusive se lembre de que uma das partes mais importantes de um projeto como orfanato nem está ali: são os mantenedores financeiros que estão longe fisicamente, porém mais presentes do que nunca no dia a dia do projeto. Lembre-se de agradecer a Deus por esses também.

  1. Dê atenção a todas as crianças de maneira igual e respeite seu humor do dia.

Em orfanatos, sempre tem aquela criança mais bonitinha, gordinha, fofinha, lindinha, simpática, falante, estilosa ou com histórias mais chocantes que outras. De um lado, procure dar atenção a todas de maneira igual e não só para aquelas “mais mais”. Por outro lado, mesmo sendo justo ao distribuir seu amor e carinho, respeite o humor do dia da criança, não force a barra caso uma delas não queria conversar muito ou não esteja tão sorridente como você gostaria.

  1. Nunca pergunte sobre o passado das crianças.

NUNCA faça perguntas sobre o passado da criança ou de sua família. A cada vez que uma criança fala sobre isso, revive momentos de dor, por isso somente deve ser feito por pessoas bem preparadas e em momentos específicos. Deixe essa tarefa para a equipe, que está habilitada a lidar com esse assunto!

Siga essas dicas e sua visita a um orfanato poderá ser espetacular tanto para você, que ficará apenas alguns momentos ali, como para as crianças, que moram na casa, e a equipe, que trabalha diariamente.

Um orfanato precisa da ajuda, atenção e carinho de muitas pessoas, portanto, seu apoio é fundamental, envolva-se a longo prazo, mesmo estando longe!

Mas junte-se a ele da maneira que realmente pode ajudar e ser uma bênção para as crianças e para a equipe.

Ricco

36 thoughts on “8 dicas para quem for visitar um orfanato”

  1. Bom dia!
    Gostei muito do seu post, vc colocou muito bem as observacoes feitas no seu tempo de contato com criancas em orfanatos. Imagino como deve ser triste esta energia de ” visita ao zoologico” e fotos do facebook que algumas pessoas tem como o objetivo ao visitar um abrigo.
    Eu moro em Sao Paulo, gostaria muito de ajudar uma instituicao. Vc tem aalguma a qula vc possa indicar?
    muito obrigada desde ja
    Raquel

  2. Parabéns, tenho um sonho de adotar uma criança, e foi muito esclarecedor para mim, Deus continue te abençoando.

  3. Ricco,
    muito sábias suas palavras!!!
    Estou planejando visitar um orfanato pela primeira vez na minha vida,
    daí, fui pesquisar como se comportar, com agir e como falar ao chegar lá,
    foi então que encontrei as suas colocações.
    Muito obrigada!

    PS.: Você conhece o Orfanato São Sebastião, em Monteiro, na Paraíba?
    Já tentei falar com alguém de lá, para ver os dias que eles recebem visitas e para perguntar como poderia ajudar, mas, os números que vi na net e na lista telefônica,
    dizem: “ESSE NÚMERO QUE VOCÊ LIGOU, NÃO EXIXTE!”
    Você poderia me ajudar?

    1. Oi Marceli, tudo bom? Não conheço este orfanato na Paraíba, mas tente pesquisar na internet.

  4. Gostaria de saber se você sabe quais Orfanatos de São Paulo Zona Leste que eu posso estar indo visitar, brincar e passar um dia com as crianças.

    1. Oi Bruna, existe vários, pesquisa na Net, lista de orfanatos em São Paulo SP, tem uma lista enorme. Boa sorte.

  5. Oi Marcelí Gomes eu também quero saber sobre este Orfanato, mas o orfanato fechou e as crianças foram para outro e eu não sei onde…
    Vou tentar procurar pelo fórum…

  6. Eu gostei do Post, poréma única coisa que eu tenho para dividir é um pouco de brinquedos, roupas, doces e meu tempo, e o seu Post acha que todos que vão a um abrigo tem condições de ajudar com o que importa… Eu não tenho emprego, sou mãe solteira e queria fazer uma visita, com meus filhos pq antes de ser mãe eu era voluntária… Enfim tudo o que a pessoa levar de coração é legal.

    1. Penso ser necessário, lógico, ter coisas para doar, afinal são muitas boquinhas para alimentar… mas dedicar um tempo para eles, é tão importante que levar dinheiro ou doações, porque estará doando um item muito escasso nos dias de hoje, seu precioso tempo. Nada melhor que ter alguém que se importe com eles, pelo menos por uns momentos, ouví-los, interagir com a criançada e, isso não precisa de dinheiro não é?

  7. Boa tarde,

    Achei magnifico o artigo, e por isso gostaria de saber onde se localiza e se é possível realizar doação de brinquedos, pois somos uma empresa e nosso intuito e no dia das crianças realizar a doação de brinquedos da empresa arrecadado.

    1. O nosso trabalho com as crianças fica na Bolívia. Mas vou te escrever um e-mail para encaminhar suas doações para projetos em SP aqui no Brasil. Obrigado!

    2. Fico muito feliz por ver varias pessoas preocupadas com nossas crianças e adolescentes!!! Venham nos visitar!! Acesse nosso Facebook, Escola Esperança e Vida! Ficamos em Ouro Fino MG. Um abraço

  8. Obrigada pelas dicas, só discordo do “não poste A foto”. Encontrar um projeto social é um trabalho quase investigativo, a maioria não tem dados de contato na internet, quando têm está desatualizado, os envolvidos no projeto tratam as crianças como “propriedade privada”, talvez achando Q assim as protege e quem visita e ajuda com frequência (como eu) é intimidado a divulgar o lugar e atrair mais mantenedores por causa dos julgamentos e posts como o seu. Nos comentários por exemplo, várias perguntas sobre projeto para ajudar e vc não soube informar um! Divulgar esses lugares é muito importante! Isso atrai mais mantenedores, gente com recursos financeiros, bom coração e pouco tempo! Que normalmente desejam encontrar um trabalho sério para ajudar. Visitantes são a voz dessas crianças para o mundo, precisamos divulgar sim! Essas pessoas precisam de ajuda, e ninguém mexe no bolso de não teve o coração tocado. Que os olhos vejam e o coração sinta! Quem tem tempo e conseguiu visitar um orfanato, deve mesmo divulgar o lugar. Visitei um projeto sozinha há alguns meses, hoje somos um grupo com mais de 30 amigas mantendo o local. Começou com uma foto!

  9. Gislene, tenho projetos lindos para te indicar aqui em Goiás. Por favor entre em contato Bruna Vaz (62) 98200-7777

  10. Olá,

    quero poder fazer algo pra essas crianças que estão em orfanatos, descobri um em minha cidade e vou me doar como posso à está instituição. Crianças são a esperança de nosso futuro e realmente acredito que um pouco de carinho e atenção podem fazer toda a diferença na vida delas e também na minha. Parabéns pelo post, perfeito.

  11. Adorei sua colocação Bruna. Concordo plenamente, porém também percebi que diversas pessoas perguntaram a você Ricco sobre instituições em São Paulo e você informou que não sabia, mas, quando a Gislene se apresentou como uma empresa, você pediu contato por e-mail para passar uma relação de projetos e sinceramente não achei legal. Oras, a ajuda de uma empresa é benéfica, claro mas, a ajuda de pessoas simples e comuns como trabalhadores, donas de casa e mães solteiras é indispensável!

  12. Ola,gostaria de tirar uma duvida. O que vcs acham da visita de varias crianças a um orfanato? O pessoal da minha igreja esta pensando em levar cerca.de 10 crianças ou mais para uma visita a um orfanato e eu nao acho que seja uma.boa ideia, e nao quero ser chata em comentar isso com a direçao. O que vc acha?

    1. Acho uma boa ideia! Mas acerte todos os detalhes com o orfanato para que seja benção para todos.

  13. OI RICCO TO COM UM PROJETO PARA AJUDAR ORFANATOS
    GOSTARIA DA OPINIÃO DE ALGUÉM QUE JÁ ESTEJA ENVOLVIDO COM ORFANATO
    SE TIVER UM TEMPINHO LIVRE ME MANDA UM OK NO IMAIL
    GOSTARIA DE UMA OPINIÃO ANTES DE COLOCAR EM PRATICA

    OBS: AMEI O ARTIGO VAI SER BEM ÚTIL QUANDO FORMOS VISITAR OS ORFANATOS

  14. Estava procurando alguma forma de ajudar .Achei muito interessante essa postagem de dicas porque acho sem querer acabamos cometendo erros . Vou pesquisar alguns orfanatos para poder começar com esse ato de Amor . Afinal eles só precisão de carinho o resto vem automaticamente . Porque Deus esta sempre presente nestes lugares.

  15. Olá, parabéns pela postagem. Era o tipo de informação que eu precisava para seguir em frente.
    Muito obrigada, e que você saiba avaliar críticas, selecionando as construtivas (se houver) e deletar as demais.
    Fique com Deus e saiba que com amor você sempre estará ajudando alguém, como é o caso desta postagem.

    Nada é incompleto, errado… como dizem, se o amor estiver presente.

    Até a próxima e obrigada, mais uma vez.

  16. Muito legal. Dicas que acrescentaram bastante! Obrigada por compartilhar. Deus abençoe!

  17. Bruna gostei da sua colocação, se não pudermos divulgar como atrair mais colaboradores, pois se não há divulgação como ajudar, ajudo uma instituição, e fico triste pois como falar com as pessoas se não podemos mostrar o trabalho que já é feito, muito não acreditam em palavras e sim no que é concreto.

  18. Oi
    Boa tarde
    Gostaria de saber como eu faço para ir fazer uma visita em um abrigo para adoção?
    Meu nome é Elaine

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *